Contraste |
| |

    Estudantes de Processos Gerenciais realizam apresentação de trabalhos

    Os alunos do curso de Processos Gerenciais da Unidade Campanha realizaram nas noites dos dias 10 e 11 de dezembro apresentação de trabalhos práticos realizados para disciplinas curriculares. Enquanto os acadêmicos do 2º período realizaram apresentação de pesquisa mercadológica, os estudantes do 4º período divulgaram suas ideias de novos negócios. As apresentações foram realizadas na UAITEC, anexa ao prédio administrativo da Unidade e contou com banca avaliadora.

    No dia 10, os alunos apresentaram as pesquisas que foram desenvolvidas para a disciplina Pesquisa Mercadológica. Eram componentes obrigatórios da atividade o desenvolvimento de um projeto de pesquisa, a realização de um grupo focal, elaboração e aplicação de questionário e a apresentação de um relatório gerencial com os apontamentos indicados na pesquisa: “para que os alunos pudessem realizar a atividade, foi determinado que eles fizessem a pesquisa em hamburguerias. Deveria ser um negócio que estivesse presente em todas as cidades de abrangência da unidade, para que isso não fosse um impeditivo para a realização do trabalho. Lanchonete, trailler, hamburgueria, sempre tem em toda as cidades”, esclarece Flávio Maia, professor da disciplina Pesquisa Mercadológica.

    E para avaliar os trabalhos, foram convidadas as também a professora da Unidade Silvana Aparecida Arantes, Patrícia Gomes (FATEPS/Unis) e o professor Luiz Augusto Almeida (diretor de Planejamento e Marketing da UNINCOR). A ideia da banca é que ela trace um diálogo com os acadêmicos e possa representar o mercado de atuação dos futuros tecnólogos.

    Três das quatro equipes da sala realizaram pesquisa na própria cidade e outra na cidade de Monsenhor Paulo.

    Apontamentos dos avaliadores

    Os avaliadores, em diferentes momentos, elogiaram os trabalhos, fazendo apontamentos no sentido de melhorá-los. A iniciativa foi reconhecida como fundamental para que, logo no primeiro ano de curso, os alunos produzam material que respondam às expectativas do mercado de trabalho.

    Para o acadêmico Lucas Brandão, do 2º período, “essa experiência [de pesquisa mercadológica] nos trará benefícios para a apresentação do trabalho de conclusão de curso e conhecimento para que estejamos mais conceituados e conectados com o mercado atual, possibilitando verificar necessidades e entender como funciona [o mercado]”. Já para sua colega de 2º período, Ana Carolina Azevedo, “os projetos de pesquisas realizados na UEMG passam para os estudantes mais segurança e nos proporcionam experiências que irá nos ajudar futuramente.”

    Planos de negócios

    Já no dia 11, os alunos do IV Período apresentaram os Planos de Negócio que foram desenvolvidos para a disciplina de mesmo nome.

    O prof. Flávio explica como foi o desenvolvimento do trabalho no quarto período: “Já para o Plano de Negócios, a dinâmica é um pouco diferente. Os trabalhos são desenvolvidos em sala de aula para não sobrecarregar a turma, pois no quarto período tem o TCC. Para o desenvolvimento dos negócios, temas foram sorteados entre as 5 equipes da turma. E eles eram livre para desenvolver qualquer tipo de negócio dentro do tema sorteado”

    Neste ano, os temas sorteados foram agricultura, artesanato, serviço, alimentação, informal que quer se regularizar. Nessa linha, surgiram negócios como fábrica de polpa de frutas, lavanderia, restaurante, petiscaria e confeitaria artesanal. Os alunos foram instigados a trabalharem como consultoria e, ao final, ‘vender’ o projeto para possíveis investidores (banca examinadora).

    Para avaliar esses negócios, foram convidados o sr. Rogério Vilela, proprietário de uma tradicional fábrica de refrigerantes da região (São Gonçalo do Sapucaí); o consultor de negócios Filipe Araújo (UNINCOR); prof. Davi Lemos (UEMG/Passos).

    A banca fez os apontamentos necessários para melhor formatação dos negócios apresentados. Felipe Araújo, por exemplo, sugeriu que o negócio da lavanderia poderia se expandir: “Vocês poderiam pensar em um caminhão que fizesse o serviço de lavagem de roupas; esse caminhão poderia ir em bairros novos, que estão surgindo um dia por semana e prestar esse serviço. Seria um diferencial para o negócio”

    O sr. Rogério Vilela, com a sua experiência na administração de empresa, pode transmitir aos alunos vários conhecimentos de ordem prática que a academia, muitas vezes, não consegue transmitir.

    O prof. Davi Lemos gostou muito da dinâmica que foi utilizada. “A experiência foi muito enriquecedora, e achei muito boa a forma como o trabalho foi feito, como os alunos apresentaram o plano de negócios. Saí de Campanha com várias ideias.”

    O curso superior na modalidade ‘tecnologia’ deve sempre promover a integração entre o mercado profissional, o mercado de atuação dos futuros profissionais com a academia. Nesse sentido, atividades práticas como essa cumprem esse papel integral.

    “Os projetos práticos realizados com as empresas do município, nos dão a possibilidade de colocar em prática a teoria aplicada em aula, nos permitindo entender de forma mais ampla as necessidades do mercado, suas dificuldades e também sua carência por profissionais capacitados . Portanto as atividades práticas permitem a nós, alunos, experimentar o passo a passo para a realização de cada tarefa dos trabalhos propostos, tendo ao fim um resultado concreto, real e que possa influenciar positivamente a realidade de qualquer organização.” Lucas André Dutra, estudante do II Período do curso de Processos Gerenciais da UEMG/Campanha.

    Adilson Garcia, acadêmico do IV período, disse que “a disciplina Plano de Negócio dá suporte ao empreendedor para iniciar seu negócio de forma segura, consciente, e permite gerir seu negócio adequadamente. A apresentação também é fundamental pois permite uma avaliação do trabalho realizado de forma abrangente, retratando uma realidade.”

    Grazieli Miranda, também do IV Período destaca a importância do planejamento para a abertura de novos empreendimentos. “Em todas as fases da nossa vida devemos saber á importância do planejamento para atingir algum objetivo. Então, quando o assunto é abrir um negócio é um mergulho de pesquisas de mercado, de marketing e um correto planejamento financeiro.”

    Ao final da apresentação, os alunos que desenvolveram o projeto da confeitaria apresentaram um bolo confeitado para comemorar os 30 anos da UEMG. E também para celebrar o término do curso. Até a colação de grau este foi o último momento que os alunos se reuniriam.

    © 2021 UEMG