Contraste |
| |

    Estreia documentário com direção de professora vinculada à Unidade

    O Centro Cultural Mauro de Almeida Pereira recebeu, no último dia 10, o lançamento oficial do documentário “Leopoldina Orquestra: patrimônio sonoro da cidade”. O filme, que conta a trajetória do grupo cultural, e traz à tona a importância da preservação da memória da cidade, tem a direção da produtora cultural Filomena Toledo, que faz parte do grupo de pesquisa da Unidade Leopoldina "Do texto ao contexto: história, literatura e educação", credenciado pelo CNPq e liderado pelo Prof. Rodrigo Fialho, também diretor da Unidade Acadêmica.

    Também no sábado, dia 13, e no mesmo local, houve a abertura da exposição que leva o nome do filme. A mostra, que ficará aberta para visitação até 02 de dezembro, contextualiza a sociedade leopoldinense das décadas de 40 a 60 do século XX e aborda a origem da Leopoldina Orquestra, passando pelas bandas de música, o Jazz Band até a estreia da orquestra. Segundo Filomena Toledo, “a exposição, com mostra de objetos, partituras e fotografias, conta a trajetória da orquestra e utiliza dos objetos comuns do cotidiano da época para que as novas gerações percebam o quanto o mundo se transformou. Abordamos também os hábitos e costumes das décadas eleitas. Temos como objetivo estimular a reflexão sobre nosso espaço urbano, nossas raízes musicais e os caminhos trilhados”.

    Em artigo para o site de notícias “Leopoldinense”, o diretor da Unidade Leopoldina e colega de grupo de pesquisa de Filomena, professor Rodrigo Fialho, defende que o documentário apresenta registros que se confundem com a história da cidade: “O Filme apresenta-nos muito do cotidiano e dos hábitos de Leopoldina, de décadas passadas e, além de nos presentear com a pesquisa, baseada na oralidade e na memória, presenteia-nos, por meio de uma linguagem didática, com a cultura musical e riqueza cultural, materializando o que poderia ter ficado apenas na superfície do mar da memória”.

    Tags:
    © 2023 UEMG