Contraste |
| |

    Convênio entre UEMG e AB Nascentes das Gerais possibilita realização de estudos sobre taxidermia

    Assessoria de Comunicação – UEMG Divinópolis
    Texto e fotos: Elvis Gomes

    Um convênio celebrado no último dia 5 de abril entre a UEMG e a AB Nascentes das Gerais, concessionária que administra 371,4 quilômetros de rodovias que ligam a região Centro-Oeste de Minas Gerais ao Sudoeste do Estado, na divisa com São Paulo, vai possibilitar a realização, na Unidade Divinópolis, de estudos e pesquisas sobre taxidermia, processo que permite o empalhamento de animais com o objetivo de conservar suas características.

    O convênio prevê ações conjuntas para a realização de taxidermia de animais silvestres recolhidos ao longo da rodovia MG-050, no trecho sob administração da concessionária. Para iniciar o desenvolvimento das atividades, a AB Nascentes das Gerais repassou à Unidade, no último dia 11 de maio, diversos equipamentos e materiais, entre os quais um “freezer” vertical, lupas articuladas, bisturis, luvas de procedimento e jalecos.

    A diretora da UEMG Divinópolis, professora Ana Paula Martins Fonseca, ressaltou a importância da parceria para o desenvolvimento de atividades de ensino, pesquisa e extensão. “É fundamental, cada vez mais, que a Universidade se abra à comunidade local e regional. E a UEMG tem realizado este trabalho de abraçar as questões socioambientais da nossa região. Esta parceria com a AB Nascentes das Gerais confirma este compromisso da nossa Universidade. É muito importante encontrar, na nossa trajetória, empresas e instituições que confiem no nosso trabalho”, comentou.

    Para Bruno Novais, engenheiro de Meio Ambiente da AB Nascentes das Gerais, o convênio é muito importante para o papel social e ambiental desenvolvido pela concessionária: “Estes itens doados são importantes para a elaboração dos trabalhos de taxidermização dos animais atropelados na rodovia e que passam por tratamento médico-veterinário custeado pela AB Nascentes das Gerais, mas que, infelizmente, vêm a óbito durante o tratamento e cujo material biológico é encaminhado para a UEMG”.

    O professor Mauro César Cardoso Cruz, fiscal do convênio, destacou que a parceria reafirma o compromisso de interação da UEMG com a comunidade regional. “Com isso, a Universidade tem prestado este serviço em parceria com a AB Nascentes das Gerais de recebimento destes animais para o beneficiamento na forma de material para atividades gerais de taxidermia, de reconhecimento de tecidos e, também, de ações relacionadas à educação ambiental”, completou.

    Entre outras atividades, o convênio prevê a realização de oficinas de capacitação e treinamento de estudantes, professores e servidores técnico-administrativos voltadas para a difusão das técnicas de taxidermia.

    Além da reitora da UEMG, professora Lavínia Rosa Rodrigues, e de servidores da Reitoria da Universidade, foram fundamentais para a celebração do convênio a coordenadora de Extensão da UEMG Divinópolis, professora Janaina Visibeli Barros, e a servidora técnico-administrativa Nayara Costa de Oliveira, que trabalha na Diretoria da Unidade.

    Também participou da entrega dos equipamentos e materiais o jornalista Fabrício Terrezza, assessor de Imprensa da concessionária.

    Os participantes seguiram todas as medidas de segurança em relação à pandemia de covid-19 estabelecidas no plano Minas Consciente, do Governo de Minas.

    Esta matéria é dedicada à memória do servidor técnico-administrativo Márcio Cleib Pereira, que trabalhava no setor de Apoio aos Laboratórios da UEMG Divinópolis e faleceu no último dia 22 de junho. Graduado em Ciências Biológicas e especialista em Gestão Ambiental pela antiga FUNEDI/UEMG, onde começou a trabalhar em 1998, Márcio era apaixonado por fotografia, meio ambiente e taxidermia. Tinha 56 anos e deixou a mulher, Adriana, e as filhas Grazielle e Isabela. Na primeira foto que ilustra a matéria, produzida no dia 11 de maio, durante a entrega dos equipamentos e materiais, Márcio está ao centro. À esquerda, estão o engenheiro Bruno Novais e a professora Ana Paula Martins Fonseca e, à direita, o professor Mauro César Cardoso Cruz e a servidora técnico-administrativa Nayara Costa de Oliveira.

    © 2021 UEMG